Compartilhe
Ver o tópico anteriorIr em baixoVer o tópico seguinte
avatar
Mago
Mensagens : 3
Data de inscrição : 16/06/2017

Ficha do personagem
Magia:
HP:
50/50  (50/50)
MP:
50/50  (50/50)
Ver perfil do usuário

- O temeroso passado de Staz

em Dom Jun 18, 2017 7:02 pm
FICHA DE PERSONAGEM

PESSOAL


Nome: Staz
Idade: 17
Sexo: Masculino
Altura: 1,75
Peso: 58KG
Talento: Poder magico Monstruoso
Jewels: 0

Nível: 1
Experiência: 0/50

STATUS
150 pontos para distribuir entre HP e MP

Health Points (HP): 50HP + 50HP = 100HP
Magic Power (MP): 100MP + 100MP = 200MP

30 pontos para distribuir entre os atributos
Força: 5
Poder: 10
Velocidade: 10
Resistência: 5

CAMINHO MÁGICO
Magia primária: Celestial Spirits
Descrição: Esta magia permite ao usuário manipular espiritos estrelares através de chaves, recitando um pequeno encantamento para libertar o espirito.

Magia secundária: -x-
Descrição: -x-

PET
O seu companheiro.
Nome: Kuro
Rank: D
Magia: -x-
Descrição:
Spoiler:


Status/Atributos: (metade dos status/atributos do dono)
HP - 50HP
MP - 100MP
Força -
Poder - 8
Velocidade - 5
Resistência - 2

ARMA
Sua arma. Inicialmente, só uma arma comum.
Nome: -x-
Magia/Habilidade: -x-
Descrição: -x-

CARACTERÍSTICAS
Características Físicas:
Spoiler:


Características Psicológicas: Ele é freqüentemente mostrado como rebelde e preguiçoso, No entanto, uma vez que ele decide fazer algo, ele é extremamente orientado e focado. Staz é leal, e segue apenas seus instintos e o que ele acha que é correto. Em batalha ele é extremamente sério e faz de tudo para cumprir o seu escopo.
História: Certamente foi um infortúnio. Com a extinção dos magos no continente de Fiore muitas famílias eram constantemente testadas para saber se eram magos, ou não. A mulher estava nervosa, mesmo tendo consciência de que podia ser pega seu marido lhe acalmava, acariciando o dorso de sua mão com o polegar, eles trocaram olhares que eram como uma telepatia, ela dizia que estava com medo e ele para ela manter a calma.

Finalmente chegava sua vez, o casal que carregava a criança de colo em um cesto de palha foi encarado pelos guardas que os revistaram e procuraram qualquer coisa suspeita, mas nada foi encontrado. Ambos adentraram na cidade, mas a mulher não abaixou a guarda, continuou tensa todo o caminho até uma casa de madeira caindo aos pedaços de velha, ambos entraram e o homem olhou para os lados, fechando a porta.

Deixando o cesto sobre a mesa de jantar, a mulher retirou a criança a pondo no berço. Assim que soltou o bebê a mulher foi tomada por uma tontura, sua visão escureceu e flashs de luz piscaram, era imagens, destruição, choro incessante, chamas. A mulher afastou-se, esbarrando em alguns objetos, o marido ao ver que a mesma não estava bem foi de encontro a ela, a segurando, pegou sua mão, ambos eram jovens, mas os flash... Era uma visão, a mulher tinha o dom de ver fragmentos do futuro quando estava em perigo, o que manteve o casal vivo por tanto tempo.

  — Não temos mais tempo.

Anúnciou a mulher com um nó na garganta, o homem suspirou e correu até a cama, retirando de baixo do colchão uma pedra redonda reluzente, media o mesmo que uma aspirina; ele virou-se e jogou para a mulher, correndo até atrás da porta, onde havia um porta-guarda–chuva, afastou os guardas chuvas, retirando um pequeno sabre do fundo, ele media o mesmo que uma régua. Ele empunhou a mesma, virando-se para a porta em guarda.

  – Tempo?
  – 30...

Rebateu de imediato a mulher, agarrando a lacrima e enfiando no bolso, correu até a criança a pegando em seus braços. Os trinta segundos se esgotaram e com brutalidade a porta de madeira foi ao chão, era uma tropa, o homem engoliu a seco e correu para cima dos guardas, a mulher correu para o segundo andar e entrou em um quarto vazio, foi até a janela e saiu pela mesma, equilibrando-se no parapeito, arrastou-se até próxima ao telhado vizinho. Abaixou o olhar e viu aluna guardas, engoliu a saliva, estava com uma criança no colo, não iria conseguir saltar para o outro lado, enfiou uma das mãos no bolso e retirou a pedrinha, pondo na boca da criança e deixou algumas lacrimas escorrerem; arremessou a criança no telhado do vizinho, saltando em seguida, seu peso era maior do que a casa conseguiria aguentar, fazendo a mesma atravessar o telhado e cair na sala de estar da casa, seu tornozelo torceu na quedo e toda a família que ali morava gritou, os guardas do lado de fora invadiram a casa, vendo a mulher, que cambaleou alguns metros, tentando fugir, mas os guardas o agarraram, a mulher lançou por fim um olhar desesperado àquela que morava na casa, apontando com suas pupilas para o teto, a vizinha cessou os gritos e hesitante subiu lá, ordenando que todos ficassem do lado de baixo.

Chegando no telhado a mulher viu a criança que dormia, sabia que era errado e que era como assinar sua sentença de morte, mas, pegou a criança a escondendo até o anoitecer, quando a mulher espreitou-se até fora da cidade, entregando a criança a um velho sábio que morava na floresta. O homem aceitou a criança, mesmo sabendo sua natureza e cuidou do mesmo até completar seus dezessete anos, quando, em seu leito de morte disse para o garoto sua origem e lhe deu um conselho.

  – Procure a paz meu jovem, por que eu sei que de você só coisas boas florescerão!



RESIDÊNCIAS
Inicialmente, nenhuma.
Local: -x-
Terreno: -x-
Descrição: -x-

Inventário:
Onde conterá todos os itens em sua posse.
avatar
Mago
Mensagens : 17
Data de inscrição : 16/06/2017
Idade : 19
Localização : No teu ladinho

Ficha do personagem
Magia:
HP:
50/50  (50/50)
MP:
50/50  (50/50)
Ver perfil do usuário

Re: - O temeroso passado de Staz

em Dom Jun 18, 2017 7:09 pm
Ficha aprovada.
Ver o tópico anteriorVoltar ao TopoVer o tópico seguinte
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum